sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Sobre o whey protein...


O uso indevido de suplementos tem sido bastante comentado nos últimos tempos, mas resolvi abordá-lo por aqui porque muitas dúvidas por parte dos clientes têm chegado até mim, assim como casos de uso exagerado deste complemento como se fosse comida!

O que é whey protein?

Basicamente é o nome do suplemento proteico obtido a partir do soro do leite proveniente da fabricação de queijo. Trata-se de uma proteína de qualidade ou de alto valor biológico, ou seja, contém em sua composição aminoácidos essenciais. O whey protein auxilia na recuperação e ganho de massa muscular e seus benefícios vêm sendo investigados em outras aplicações como tratamento de câncer, diabetes, cicatrização etc. No entanto, isso não significa que se deve consumi-lo como se fosse um alimento!

Cada indivíduo tem sua necessidade diária de proteína segundo sexo, peso, idade, prática de atividade física etc.. Este é o primeiro ponto a se ter em mente quando se pensa numa possível suplementação. Após conhecer o total proteico que o indivíduo precisa ingerir por dia, o nutricionista avalia a ingestão atual. Muitas vezes, a alimentação já contém quantidade suficiente de proteínas quando a pessoa consome feijões, leite/laticínios, carnes de qualquer tipo e ovos! Isso falando apenas nos alimentos mais ricos neste macronutriente. Ainda encontramos proteínas em outros alimentos como pães e arroz integrais, castanhas, legumes etc. Então, é fácil atingir a necessidade de proteína diária para praticante de atividade física muitas vezes até mesmo para quem é vegetariano (claro, para aqueles que se alimentam adequadamente).

O whey protein é então, apenas uma complementação da alimentação diária, quando as necessidades proteicas não são supridas pela ingestão de alimentos ou para facilitar a ingestão de nutrientes necessários para o ganho muscular quando a praticidade é crucial, mas nas refeições principais devem ser sempre priorizadas a comida e os alimentos naturais, e uma refeição completa vai fornecer outros nutrientes e compostos bioativos importantes para a saúde que um suplemento não contém! Além de ser mais gostoso saborear uma refeição do que tomar vários shakes por dia, não é mesmo? E digo isso porque já vi pessoas tomando 'whey' em várias momentos do dia, como um substituto de refeição! No café da manhã porque têm pressa e não dão importância a esta refeição. No pós-treino porque é necessário proteína nesta hora. No lanche da tarde porque é mais prático e muitas vezes no lugar do jantar ou antes de dormir porque não "têm tempo" de preparar algo com mais qualidade para comer. Parece exagero? É. Mas já ouvi esses relatos em consultório e ainda mais, consumo em doses duas vezes maior do que o organismo conseguir aproveitar de uma só vez. Sem falar no desperdício de dinheiro: 'whey' não é um suplemento barato, é? Vale lembrar também que o excesso de proteína é convertido em gordura corporal.

Portanto, o whey protein tem seus benefícios e sua indicação. Mas é preciso incluí-lo na alimentação com critério e sempre sob orientação profissional, após avaliação de sua real necessidade, assim como em que quantidades e de que forma ele deverá ser utilizado.