sábado, 30 de julho de 2011

Tudo o que é diet/light faz bem?

 

Quem quer ou precisa emagrecer está sempre atento ao consumo de alimentos diet ou light. Nas prateleiras dos supermercados é cada vez mais comum encontrarmos estas versões para quase todo tipo de produto. Mas será que eles realmente ajudam no emagrecimento ou fazem bem para a saúde?

Primeiramente, é importante saber a diferença entre os dois:

Diet é aquele produto isento de algum componente, que pode ser açúcar, sódio, gordura etc. Normalmente ele é indicado para quem tem alguma patologia, como por exemplo, diabetes. Um alimento diet normalmente não contém açúcar, se for este o macronutriente excluído. Entretanto, retirando-se um componente, geralmente acrescenta-se outro para manter as características do produto original. É por isso que os chocolates diet, por exemplo, não contêm açúcar, mas são mais ricos em gordura do que a versão comum. Portanto, deve ser consumido com moderação por quem precisa evitar o açúcar e não necessariamente deve ser a escolha daquelas pessoas que não têm problemas de saúde que impeçam ingestão de açúcar.

- Light é aquele produto que contém 25% a menos de algum componente em relação à versão tradicional, sendo geralmente gordura, açúcar, sódio. Isso não quer dizer que podem ser consumidos à vontade: primeiro porque a versão original pode ser rica em calorias, sendo a redução de 25% não tão vantajosa. Segundo porque, muitas vezes, reduz-se um componente, por exemplo, o açúcar, mas adiciona-se mais gordura, o que torna o alimento ainda mais calórico do que a versão normal. É o caso de alguns biscoitos, por exemplo. Leia os rótulos e compare as tabelas de composição nutricional dos produtos!

E atenção! Para quem precisa reduzir a ingestão de calorias, não vale consumir um alimento em maior quantidade só porque ele é light. Neste caso, ingere-se um valor calórico igual a um produto normal, perdendo-se a vantagem de ser light.


Outro ponto importante a ser observado no consumo destes produtos, é que eles levam em sua composição adoçantes e, muitas vezes, sódio em excesso. O excesso de consumo de adoçantes pode "disparar" o apetite para o sabor doce e o excesso de sódio é prejudicial para hipertensos, por exemplo.

O sabor de alguns alimentos diet/light não é agradável, de forma que, ao tentar restringir a ingestão de calorias, optamos por eles, mas, não sendo tão gostosos como o original, comemos e não ficamos satisfeitos. Daí fica aquela vontadezinha e vamos procurar comer algo mais para saciá-la. Resultado: comemos mais do que pretendíamos. Neste caso, seria preferível comer sem culpa o que tinha vontade, com moderação e não tentar enganar a vontade com um alimento light.

Os alimentos diet e light têm sua utilidade dentro das mais diversas situações em que se necessita de ingestão controlada de nutrientes e calorias, mas nem sempre seu uso é uma boa saída para quem quer emagrecer e nem é indicado para qualquer pessoa. Fique atento! E consulte sempre um profissional da área para indicar o que é melhor para o seu caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário